Saltar para o conteúdo principal da página

OPORTO BOEIRA GARDEN HOTEL - 5*: Um novo Ícone do luxo e sustentabilidade

24 de Janeiro 2024 | Notícias

Desvende, com o responsável, a história do projeto que, para atrair turistas, construiu a maior garrafa do mundo, oferecendo provas e filmes 3D sobre diversas regiões vinícolas.

Em Vila Nova de Gaia, um projeto cofinanciado pelo COMPETE 2020 tornou-se uma realidade: o OPORTO BOEIRA GARDEN HOTEL – 5*. Localizado na centenária Quinta da Boeira, este hotel de luxo integra harmoniosamente um majestoso palacete e 3 hectares de jardins, transformando-se num verdadeiro oásis urbano.

A estratégia do empreendimento visava captar diversos segmentos de mercado, do lazer ao corporativo, com especial enfoque no nicho upscale. Com localização privilegiada, o hotel está a curta distância do centro urbano e das célebres caves de vinho do Porto. O projeto destacou-se pelo conceito inovador de “Garden Resort”, alinhado com a tendência de turismo sustentável. O Oporto Boeira Garden Hotel tornou-se um refúgio urbano “Verde”, enfatizando a responsabilidade ambiental e social. A proposta arquitetónica respeitou a identidade da Quinta da Boeira, mantendo coerência paisagística.

O hotel tornou-se um convite ao requinte, conforto e tranquilidade, oferecendo uma experiência única, onde a cidade encontrou a natureza. Com investimento abrangente, o OPORTO BOEIRA GARDEN HOTEL – 5* aspira a tornar-se o hotel-destino de Vila Nova de Gaia, proporcionando uma estadia exclusiva e sustentável, refletindo os valores da marca Boeira e marcando um novo padrão de luxo na região.

Entrevista – Albino Jorge da Silva e Sousa, responsável do projeto

  1. Como nasceu o projeto Criação do OPORTO BOEIRA GARDEN HOTEL – 5*? O projeto de criação do OPORTO BOEIRA GARDEN HOTEL – 5* teve início quando, em 1998, o Padre Freitas, Diretor do Colégio dos Carvalhos, informou Albino Jorge, gestor, que a Quinta da Boeira estava prestes a ser adquirida por um empreiteiro para a construção de apartamentos e moradias. Perante isto, foi estabelecido um plano envolvendo 10 amigos para adquirir a propriedade, com o Padre Freitas tornando-se parte do grupo.
    A propriedade, localizada no centro de Vila Nova de Gaia, possui cerca de 3 hectares, com um palacete do século XIX e árvores centenárias, sendo considerada a sala de visitas da cidade. O plano de recuperação e investimento para a propriedade foi dividido em cinco fases.
    Na primeira fase, as cavalariças e estufas foram transformadas em um salão polivalente e um auditório. Na segunda fase, o palacete foi completamente recuperado, tornando-se salas de escritórios e um restaurante de luxo.
    Constatando a dificuldade em atrair turistas para a área mais elevada da cidade, a terceira fase contou com a construção da maior garrafa do mundo, contendo uma sala de provas e a exibição de filmes em três dimensões sobre diversas regiões vitivinícolas. Isso resultou em um sucesso imediato, com a propriedade recebendo cerca de 74.000 visitantes no primeiro ano.
    A quarta fase envolveu a aquisição de um armazém da indústria têxtil adjacente à Quinta da Boeira. Esse armazém permitiu o registo como empresa exportadora no Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, expandindo a comercialização para incluir não apenas vinhos, mas também azeite. A propriedade passou a agregar valor aos produtos. Isso manifestou-se na criação de uma garrafa de porcelana contendo 500 ml de azeite, e a iniciativa possibilitou a comercialização de produtos portugueses em mais de 25 países.”
    A última fase foi a construção do Boeira Garden Hotel, um estabelecimento cinco estrelas com 124 quartos, focado em práticas ecológicas, utilizando energia fotovoltaica e abastecimento de tanques sanitários por águas pluviais, de minas e de um furo artesiano. Atualmente, o hotel é operado pela cadeia CURIO COLLECTION BY HILTON.
  2. Quais foram as principais motivações?
    Neste projeto, as principais motivações foram dotar a cidade de uma unidade de alta qualidade, proteger as árvores centenárias e criar um parque natural e sala de visitas.
    Ficou evidenciado que a especulação imobiliária nem sempre é a solução para tudo. Este projeto tornou-se um monumento aos sócios que o abraçaram.
  3. Quais foram os principais desafios com que se depararam no desenvolvimento do projeto?
    Como é compreensível, na fase inicial, as negociações tiveram de ser efetuadas para a aquisição da propriedade.
    Após a aquisição, o processo foi relativamente fácil, uma vez que o plano de investimento previa as cinco fases, as quais foram escrupulosamente cumpridas.
  4. Os objetivos definidos para o projeto foram alcançados?
    Não só foram alcançados, mas também ultrapassados, devido a todo o desenvolvimento económico. O cumprimento dos orçamentos permitiu ainda a aquisição de uma propriedade no Douro, que atualmente fornece vinhos e azeite à Quinta da Boeira Arte e Cultura.
  5. De entre os resultados alcançados, há algum que gostaria de destacar?
    Atualmente, devido ao projeto em curso, destacamos a produção de um Vintage da colheita de 2021, que recebeu uma medalha de ouro certificada pelo OIV, além de uma grande medalha de ouro também certificada pelo OIV.
    Além disso, a nossa produção de azeite, estrategicamente promovida com uma abordagem de marketing que utiliza o artesanato nacional, permitiu agregar valor à já alta qualidade existente no Douro.

Apoio do COMPETE 2020
O projeto é cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação Produtiva, envolvendo um investimento elegível FEDER de 18,639 mil euros o que resultou num incentivo FEDER de 11,184 mil euros.

Links Úteis
Website do Hotel Boeira Garden Hotel Porto Gaia

Última atualização a 24 de Janeiro 2024

Artigos relacionados

A carregar...