Saltar para o conteúdo principal da página

FlavourGame

20 de Dezembro 2023 | Notícias

Um jogo híbrido que reúne os mundos digital e físico com uma componente comestível.

Um “jogo sério” é um jogo (analógico ou digital) que tem outro objetivo para além do entretenimento, sendo utilizado para promover a aprendizagem e a mudança de comportamento nos jogadores. Estes jogos têm sido amplamente utilizados, por exemplo, nas áreas de educação, saúde, treino cognitivo, marketing, turismo, etc., aplicando estratégias envolventes e divertidas para tentar reter a atenção do jogador.

Este projeto visa desenvolver um novo modelo de Jogo Sério (JS), implementando o FlavourGame com o objetivo de ultrapassar as limitações de uma comunicação unicamente digital típica dos jogos de computador/apps. Integrando componentes emocionais e sociais importantes da comunicação, a equipa de investigação projetou um novo JS com uma abordagem tripartida: conversação, participação e interatividade tangível. Com o tema da nutrição, o FlavourGame tem o objetivo de apoiar a autonomia e motivação de crianças dos 10 aos 12 anos para escolhas alimentares saudáveis.


A entrevista a Nelson Zagalo, Professor da Universidade de Aveiro e reponsável do projeto FlavourGame:

Como nasceu o projeto FlavourGame? Quais foram as principais motivações?

O projeto nasceu do projeto de tese da Susana Lamas, que buscava apreender melhores formas de comunicar informação na área da saúde. O que sabíamos, era que os panfletos e vídeos passavam a informação, mas não serviam para induzir alterações de comportamento. A introdução do jogo digital objetivava isso mesmo, incrementar o potencial de mudança comportamental. 

O que considera ser o elemento diferenciador do projeto FlavourGame?

O hibridismo no design, nomeadamente a componente de comida. Mas também a assunção de que os jogos são melhores mediadores de informação para a saúde e bem-estar. 

De entre os resultados alcançados, há algum que gostaria de destacar?

O facto das crianças revelarem que se não fosse no jogo, nunca ousaria experimentar aquelas comidas. 

Quais são os principais desafios com que se está a deparar no desenvolvimento do projeto?

Foi desde logo a escolha dos alimentos. Com alguma durabilidade, não húmidos, não necessitarem de ser cozinhados. Por outro lado desenvolvemos uma patente para uma pinça de escolha de comida, mas que para ser patenteada obrigou a que não pudéssemos divulgar a mesma, o que acabou por não funcionar no melhor interesse do resto do desenvolvimento do projeto. 


O Apoio do COMPETE 2020

Trata-se de um projeto promovido pela Universidade de Aveiro, com o apoio do COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (Projetos de IC&DT), envolvendo um investimento elegível de 236 mil euros o que resultou num incentivo FEDER de cerca de 201 mil euros.

Links

Universidade de Aveiro: Website

Universidade Católica Portuguesa: Website

Universidade do Minho: Website

Última atualização a 24 de Janeiro 2024

A carregar...