Saltar para o conteúdo principal da página

Joana Paredes vence Prémio ACTIVA Mulheres Inspiradoras

30 de Abril 2024 | Notícias

O reconhecimento foi concedido pelo seu trabalho sobre a metastização do cancro da mama triplo negativo para os ossos, contribuindo para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas.

Joana Paredes, líder do grupo Cancer Metastasis no Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto e presidente da ASPIC (Associação Portuguesa de Investigação em Cancro), foi distinguida pela Fundação AstraZeneca pelo seu trabalho sobre a metastização do cancro da mama triplo negativo para os ossos.

A investigadora Joana Paredes, conhecida pelo seu destacado trabalho na área do cancro da mama, recebeu o prémio Faz Ciência da Fundação AstraZeneca. O reconhecimento foi concedido pelo estudo inovador que explora os mecanismos que levam o cancro da mama triplo negativo a metastizar para os ossos. Este estudo, liderado por Joana Paredes, destaca-se pela sua relevância no avanço do conhecimento científico sobre a metastização do cancro da mama, contribuindo para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas.

Joana Paredes, lidera o projeto “Cancel Stem”, cofinanciado pelo COMPETE 2020 com 2,5 milhões de euros, visando explorar novas abordagens para o entendimento e combate do cancro.

O projeto, liderado pelo i3S, conta com a colaboração de 75 investigadores de 18 equipas de investigação portuguesas, unidos no objetivo de desenvolver terapias anti-neoplásicas centradas nas Células Estaminais do Cancro.

Joana Paredes explica a importância do financiamento obtido nesta área:

«Fiquei muito feliz em termos tido uma resposta positiva relativamente à nossa candidatura. Primeiro, porque vai permitir consolidar a investigação nacional em “Cancer Stem Cells”, que é uma área que se encontra muito fragmentada no nosso país. Segundo, porque vai permitir agregar excelentes investigadores que trabalham em oncobiologia (essencialmente no i3S), em biologia celular básica (especialmente no IGC) e no desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas (como é o caso do CNC), possibilitando fortalecer a colaboração que já existe entre grupos de investigação destas instituições”.

Apoio do COMPETE 2020

O projeto Cancel Stem foi cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica e contou com um investimento elegível de 2,5 milhões de euros e um incentivo FEDER de 1,9 milhões de euros.

Última atualização a 30 de Abril 2024

Artigos relacionados

23 de Maio 2024 Notícias

TMG Textiles vence nos iTechStyle Awards

TMG Textiles venceu nos iTechStyle Awards na categoria de melhor produto com o projeto ImpacTEX, cofinanciado pelo COMPETE 2020, destacando-se pela inovação em equipamentos de proteção para motociclismo.

A carregar...